Bem vindos (as) ao NW Blumenau    |

  • DonCorleone em Blumenau
  • don corleone
SEGURANÇA ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Porsche e Mercedes avaliados em R$ 700 mil vão virar viaturas da Polícia Militar em SC

Após manifestação favorável do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a Justiça decidiu ceder o uso de um veículo Mercedes Benz e de um Porsche que haviam sido apreendidos de pessoas condenadas pelos crimes de lavagem de dinheiro e de falsidade ideológica para o 12º Batalhão da Polícia Militar de Balneário Camboriú e para a Polícia Militar Rodoviária.

Foto: Divulgação/PMSC

Os automóveis serão usados em eventos e exposições, sobretudo do Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD), a fim de auxiliar na educação de crianças e adolescentes em relação à importância da atividade policial.

O Promotor de Justiça José de Jesus Wagner, titular da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Balneário Camboriú e autor da manifestação que fundamentou o pedido da Polícia Militar, comentou que o caso “demonstra a efetividade na punição de criminosos, cujos bens originados de atividade ilícita são revertidos em favor da coletividade do interesse público”.

A partir de agora, os veículos serão pintados e equipados, com incorporação imediata à frota da Polícia Militar, além de receberem a devida manutenção, a exemplo do que já acontece com um Camaro cedido para o 12ª BPM em dezembro de 2018.

Até então, os dois veículos estavam sem uso e expostos a sol e chuva, sofrendo deteriorações e perdendo valor de mercado devido ao tempo transcorrido desde sua apreensão, em setembro de 2018. Antes da decisão da destinação dos veículos à Polícia, eles foram objeto de leilões – porém, sem êxito.

Os veículos foram apreendidos de um casal condenado à prisão na 1ª Vara Criminal de Balneário Camboriú. Com a condenação, os bens, que haviam sido produto de crime, foram perdidos em favor do Estado. “Atingindo-se o patrimônio de origem criminosa, além da devida punição dos autores, a Justiça procura desencorajar pessoas que são atraídas pelo lucro rápido e ilícito, como em casos de tráfico, roubos e lavagem de dinheiro”, reforçou o Promotor de Justiça.

Por: MPSC

Comentários