Uso de redes sociais na investigação criminal é tema de debate entre executivos do Facebook, Whatsapp e SSP

O uso das redes sociais para investigação criminal é tema de encontro no auditório do Centro Administrativo da Secretaria de Segurança Pública na Capital. O evento desta quinta-feira, 21, tem a participação dos executivos do Facebook e Whatsapp, Rick Cavalieros e Kayla Maggessy, respectivamente. A ideia é a troca de informação entre as agências de inteligência e as empresas de tecnologia para integração cada vez maior e cooperação para superar os obstáculos da segurança digital.
(Foto: Divulgação)
Na abertura do encontro, o secretário adjunto da Segurança Pública, delegado de Polícia Aldo Pinheiro D’Ávila, representando o secretário César Augusto Grubba, disse que é um privilégio e uma oportunidade ímpar ter acesso aos dados dos aplicativos como o Facebook e Whatsapp para planejar e executar ações. “Não só ações repressivas e preventivas, como também investigativas que possibilitem a ampliação do universo da investigação criminal e das informações relevantes para a área de inteligência do Estado”, disse.

O secretário adjunto também destacou o desenvolvimento das empresas na criação de plataformas online e em português para ajudar policiais e promotores de Justiça nas investigações. O Facebook, por exemplo, criou uma ferramenta para identificar postagens com conteúdo suicida e gerar alertas caso algum usuário esteja realizando vídeo ao vivo com esse fim. Em março, uma postagem com conteúdo suicida gerou o alerta e a Polícia Militar e os Bombeiros evitaram uma tragédia

Já o Whatsapp colaborou na investigação de um sequestro com resgate em moeda virtual, o bitcoin, ocorrido em maio deste ano, quando toda a negociação foi feita via esta rede. “Pela primeira vez no Estado foi possível obter as informações necessárias para auxiliar na investigação de um sequestro”.

O evento, que recebeu o nome de Rodada de Debates sobre os Desafios da Segurança Digital, Estratégia e Cooperação no Âmbito de Investigações Criminais, foi organizado pela Diretoria de Informação e Inteligência da SSP e reuniu policiais militares, civis, bombeiros militares, servidores do Instituto Geral de Perícias e Promotores e Procuradores de Justiça.


Texto: João Carlos Mendonça Santos | Via: SSP
Uso de redes sociais na investigação criminal é tema de debate entre executivos do Facebook, Whatsapp e SSP Uso de redes sociais na investigação criminal é tema de debate entre executivos do Facebook, Whatsapp e SSP Reviewed by Por Wellington Civiero Ferreira on 21 setembro Rating: 5

NW Blumenau No Twitter