Bancários entram em greve a partir de terça-feira (06) em Blumenau

 Durante as duas rodadas de negociação que ocorreram na última segunda-feira, 29, e na terça-feira, 30, o setor mais lucrativo do país propôs para a categoria bancária reajuste salarial de 6,5% – o que representa perda real de 2,8%, de acordo com a inflação de 9,57% – e abono de R$3.000.

Além de não garantir aumento real e reduzir os salários em 2,80%, a proposta dos banqueiros não garante empregos, não avança na saúde, nem nas demandas de segurança e de igualdade de oportunidades.
(Foto: Jaime Batista da Silva/Divulgação)
Apesar de oferecerem reajuste abaixo da inflação aos bancários, os bancos elevaram as taxas de juros dos clientes em 71,5% em um período de doze meses, com o cheque especial chegando a 318,4% ao ano. Para o Comando Nacional, a Fenaban quer impor retrocessos e a categoria deve ir à luta para assegurar conquistas, aprovando a greve por tempo indeterminado a partir de 6 de setembro.

O Sindicato realiza Assembleia Geral Extraordinária em sua sede na última quinta-feira, 1º de setembro, para que bancárias e bancários possam deliberar sobre a minuta e sobre a greve. A Assembleia foi realizado às 18h30 em primeira convocação e às 19h em segunda convocação.

Lucro

Não há crise para o setor bancário. O lucro líquido dos cinco maiores bancos atuantes no Brasil (Banco do Brasil, CAIXA, Bradesco, Itaú e Santander), nos seis primeiros meses do ano, atingiu a marca de R$ 29,96 bilhões.

Dos 25 setores com empresas de capital aberto avaliados pela Consultoria Economatica, o setor bancário foi o de maior lucratividade no primeiro trimestre deste ano. As receitas com prestação de serviços e tarifas bancárias cresceram 6,2%, atingindo o valor de R$ 26,582 bilhões.

Apesar dos lucros bilionários, os bancos vêm reduzindo a participação dos trabalhadores na riqueza gerada por eles mesmos. Entre 1999 e 2006 a parcela do valor adicionado nos bancos destinado a seus trabalhadores era de 46% e, entre 2007 e 2014, tal parcela caiu para 39%. Por outro lado, o percentual destinado aos acionistas subiu de 29% para 36%.

Dados da categoria

Os bancários são uma das poucas categorias no país que possui Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) com validade nacional. Os direitos conquistados têm legitimidade em todo o país, atingindo os cerca de 512 mil bancários.

Nos últimos doze anos, a categoria conseguiu aumento real acumulado, entre 2004 e 2015, de 20,85% nos salários e 42,1% no piso.



Informações: SEEB BH
Bancários entram em greve a partir de terça-feira (06) em Blumenau Bancários entram em greve a partir de terça-feira (06) em Blumenau Reviewed by Wellington Civiero Ferreira on 04 setembro Rating: 5

NW Blumenau No Twitter